Pássaros Exóticos

Pássaro Diamante: Características, Alimentação e Habitat!

Pássaro Diamante: Características, Alimentação e Habitat!

Pássaro Diamante e suas Características, Alimentação e Habitat deste incrível pássaro que O Pássaro Diamante possui o nome científico de Erythrura gouldiae. Ele pertence a família Estrildidae e é conhecido em inglês como Gouldian finch.

É um pássaro originário do norte da Austrália e da Nova Zelândia, sendo que os primeiros exemplares foram trazidos para a Europa no século XIX pelo ornitólogo John Gould, o qual deu seu nome a esta nova espécie. Ele sem dúvida é uma das espécies de pássaro exótico mais lindos, não é mesmo?

Hoje no blog Passaro.org vamos detalha tudo sobre o Pássaro Diamante, tais como Características, Alimentação e Habitat!

Passaro Diamante caracteristicas
Pássaro Diamante características

O Pássaro Diamante são muitos coloridas, podendo ser roxo, preto, verde, amarelo, branco e vermelho. Os machos tem as penas com um colorido mais forte. Desde sua chegada a Europa a criação de diamante-de-gould cresceu rapidamente, ganhando diversos admiradores em todo o mundo.

Isso se deve principalmente por causa da sua beleza e grande variedade de cores. Mesmo com sua linda plumagem, estas aves possuem um preço bastante acessível.

Características:

O Pássaro Diamante pertence à espécie de ave passeriforme, que compreende mais da metade das espécies de aves que existem no mundo. Esta espécie é caracterizada por ser pássaros ou pássaros canoros.

Este Pássaro Diamante de bico vermelho recebe o nome Cientifico de Taeniopygia guttata, faz parte da família estrildídeos, aves que você pode encontrar pelo continente asiático, Austrália e África, esta família de aves, principalmente pássaros menores.

Alimentação:

Certamente você já se perguntou comer diamantes mandarins , a comida Mandarim diamante é baseado em gramíneas, plantas herbáceas, ou seja, ter uma única semente de revestimento, este tipo de planta pode vê-los em cereais como arroz , trigo, milho, sorgo, entre outros.

Quando o Pássaro Diamante estão em seu habitat natural, é comum vê-los no solo, coletando este tipo de sementes, e também é provável que eles se vejam empoleirados na planta para remover as sementes diretamente.

No entanto, quando eles estão em gaiolas, eles também não têm problema em ingerir a ração de sementes que são colocadas.

Outro elemento importante da sua dieta é a ingestão de insetos, como é o caso bluebird, comem insetos que são menores, geralmente este pássaro gosta de caçar estes insetos, que não é uma extensa lista de opções, mas os cupins são na sua dieta.

Canto:

Estes pássaros são silenciosos e possuem um canto bem baixo e agradável. Vivem normalmente longe dos homens na natureza mas se acostumam com a nossa presença facilmente.

Durante 3 meses você vai notar que eles vão se acomodando em seu novo ambiente e após um ano você vai notar que eles estão bem confortáveis com a sua presença.

Habitat:

Esta ave se caracteriza por estar próxima de áreas com influxo de aquíferos, o que significa que seu habitat terá como principal característica este fator, locais que possuem grandes lagos, é até um fator determinante para o ser humano, já que para localizar um rebanho destes aves, é uma indicação de que poderia haver um sistema de água nas proximidades.

Embora o Pássaro Diamante tenha um clima temperado, quando foi introduzida em outros continentes, não apresentou grande inconveniente para se adaptar a climas mais quentes e mesmo áridos, na verdade é uma das poucas espécies de aves que podem beber água com maior teor de sal.

Pássaro Diamante
Pássaro Diamante

Além do fato de que seu corpo tem a capacidade de reter a água por mais tempo, ao contrário de outras aves que o desperdiçam na urina, isso fortalece seu sistema e permite que você passe um tempo prolongado sem beber água.

Adaptação:

Como é normal, em qualquer tipo de animal, a adaptação é lenta e progressiva, isso não é diferente para o Pássaro Diamante, é importante que os dias após a chegada ao que será a sua casa, ter a maior paz de espírito possível, este será Isso ajudará você a se familiarizar com seu habitat.

No caso de adaptação à interação com humanos, é importante que o tom da voz seja lento e em tom baixo, não faça movimentos bruscos, pois são aves sensíveis que podem sofrer ataques com ruídos muito altos e movimentos rápidos ou áspero.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Alan Costa

Sou Graduado em ornitologia pela (UFRJ) Universidade Federal do Rio de Janeiro, sou um amante da vida natural, é focado em sempre levar boas informações aos leitores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar