Início » Aves » Saracura do mato: espécies, características, alimentação, canto e reprodução

Saracura do mato: espécies, características, alimentação, canto e reprodução

saracura do mato

A saracura do mato (Aramides saracura) é uma ave da família Rallidae, conhecida também como saracura, siricoia e saracura-do-brejo.

saracura do mato
saracura do mato

Esta espécie de ave esta presente no sul e sudeste do Brasil, Paraguai,  Província de Missiones e Argentina.

Hoje no blog dos pássaros vamos trazer aos nosso leitores algumas informações sobre essa maravilhosa ave e origem.

Além disso, a saracura  habita as regiões de mata fechada, regiões alagadas, margens de rios ou lagos, pântanos e florestas de terrenos acidentados.

Esta espécie, ao contrário das outras espécies de saracura, pode ser encontrada longe de áreas que possuam água, como rios e lagos.

Espécies de saracura:

Saracura-carijó (Pardirallus maculatus):

saracura-carijo (pardirallus maculatus)
saracura-carijo (pardirallus maculatus)

A saracura-carijó é uma ave conhecida como saracura-pintada, esta espécie mede 26 cm de comprimento, e possui uma coloração inconfundível.

Além disso, a saracura-carijó habita brejos, arrozais, buritizais, taboais e capinzais alagados

Com relação das cores da plumagem, é espécie tímida e reclusa aos emaranhados densos da vegetação, onde se torna de difícil observação.

Ela se torna a espécie de saracura mais ativa pela manhã e ao entardecer, banhando-se em águas rasas mais abertas ode vocalizar tanto de dia como de noite.

Esta espécie é encontrada nós Estados Unidos ao sul da América do Sul, na Argentina e Chile.

Saracura de asa vermelha (Aramides calopterus):

saracura de asa vermelha (aramides calopterus)
saracura de asa vermelha (aramides calopterus)

A saracura de asa vermelha é uma espécie do gênero Aramides ela é menos conhecida no Brasil.

Além disso, esta pequena saracura possui uma coloração escura e mede 23 centímetros.

Ela é encontrada em matas ribeirinhas, matas de igapós e nas matas paludosas nos domínios de matas de terras firmes.

Saracura do banhado (Pardirallus sanguinolentus):

saracura do banhado (pardirallus sanguinolentus)
saracura do banhado (pardirallus sanguinolentus)

A saracura do banhado é uma ave que mede 32 centímetros, ela é semelhante a saracura-sanã, mas com a base da maxila superior azulada e a base da mandíbula vermelha.

Esta espécie possui pernas castanho-avermelhadas ou marrons, e habita brejos e banhados extensos.

Além disso, ele oculta-se de dia nos brejos e sai ao anoitecer para áreas abertas e campos de cultivo a fim de capturar minhocas, insetos e grãos.

Essas são aves migratórias, e pode ser encontrada nos estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe.

Saracura do mangue (Aramides mangle):

saracura do mangue (aramides mangle)
saracura do mangue (aramides mangle)

A saracura do mangue possui o queixo e parte superior são cinza ou branco, o restante e o peito são vermelhos.

Ela também tem a coroa, os lados da cabeça e pescoço na cor cinza.

Além disso, uma característica não aparente é o impressionante coloração vermelho-alaranjada da parte proximal da maxila.

A saracura do mangue é conhecida por habitar os manguezais costeiros e as florestas da vizinhança, e um dos seus nomes brasileiros é o “saracura-da-praia.

Esta espécie é encontrada nos estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, São Paulo e Sergipe.

Saracura do mato (Aramides saracura):

saracura do mato (aramides saracura)
saracura do mato (aramides saracura)

A saracura do mato é mais fácil de identificar de outras saracuras, tendo a cor azul-acinzentada em seu ventre, bem como em sua cabeça e pescoço.

Além disso, ela é encontrado em florestas e matas, preferindo as áreas pantanosas e alagadiças e geralmente é difícil de ver.

Pode ser encontrada no sudeste do Brasil e nas partes vizinhas do Paraguai e Argentina.

Saracura lisa (Amaurolimnas concolor):

saracura lisa (amaurolimnas concolor)
saracura lisa (amaurolimnas concolor)

A saracura lisa é uma ave que mede 24 centímetros, ela possui a plumagem uniformemente achocolatada.

Pode ser encontrada na borda de matas primárias e secundárias e em capoeirasm principalmente no interior de mata fechada em córregos margeados por bambuzais e helicônias e também em restingas.

Saracura matraca (Rallus longirostris):

saracura matraca (rallus longirostris)
saracura matraca (rallus longirostris)

A saracura matraca mede aproximadamente 30 centímetros e possui coloração em geral marrom com o lado do corpo riscado de negro e com um bico amarelado.

Além disso, ela habita exclusivamente os manguezais e por este motivo é uma espécie vulnerável, também porque é pouco conhecida no Brasil.

Saracura sanã (Pardirallus nigricans):

saracura sana (pardirallus nigricans)
saracura sana (pardirallus nigricans)

A saracura sanã mede cerca de 30 centímetros, ela possui o dorso marrom-oliváceo, garganta branca, partes inferiores cinzentas e bico verde.

Além disso, é bastante comum  encontra-las em alagados, pântanos, lagos com gramíneas e campos de arroz.

Saracura três potes (Aramides cajanea):

saracura tres potes (aramides cajanea)
saracura tres potes (aramides cajanea)

A saracura três potes é uma ave que mede 39 centímetros, ela habita em mata, e vivem camuflados pela cor e pelo padrão da plumagem.

Além disso, esta espécie possui o dorso castanho-esverdeado, pescoço e cabeça cinzentos, o peito é castanho-ferruginoso e o bico, amarelo-esverdeado.

Já as pernas e pés são vermelhos com o tarso mais comprido do que o dedo médio, e não apresenta dimorfismo sexual.

Entretanto, ela vive no chão de áreas alagadas com vegetação densa, manguezais, margens de rios e lagoas.

Além disso, no Brasil existem duas subespécies de saracuras três-potes, encontradas em todos os Estados, tanto no litoral como no interior.

Características da saracura do mato:

caracteristicas da saracura do mato
caracteristicas da saracura do mato

A saracura do mato como mencionado ela é uma ave que mede cerca de 34 centímetros de comprimento e pesa em torno de 540 gramas.

Além disso, esta espécie de saracura não apresenta dimorfismo sexual, porém o macho é um pouco menor que a fêmea.

Esta ave possui a plumagem azul acinzentado em seu pescoço, rosto e o peito.

Com relação aos olhos são vermelhos, e os dedos são curtos e as pernas longas, e ambos são vermelhos.

O seu bico é pontiagudo amarelo esverdeado e as costas são marrom esverdeado.

Além disso, esta ave vive aos pares ou formando pequenos grupos, é uma ave desajeitada que passa a maior parte do tempo no chão, andando ou correndo de um lado para o outro.

Reprodução da saracura do mato:

reproducao da saracura do mato
reproducao da saracura do mato

Esta espécie de ave é monogâmico e ambos os pais cuidam da prole que normalmente são de 3 a 5 filhotes.

Além disso, geralmente o filhote de saracura ficará uma boa parte do dia escondido entre a vegetação, evitando assim os predadores.

Com relação ao ninho é feito com folhas e gravetos, poderá ser feito no chão ou em pequenas árvores.

E possui o formato de tigela, a uma altura variável entre 1 e 7 centímetros, em emaranhados de cipós ou arbustos. Os ovos são bejes com manchinhas marrons.

Alimentação:

A saracura do mato é uma ave que se alimenta-se de ovos de perereca e também consome pequenos anfíbios, insetos, brotos, capins, larvas, invertebrados como minhocas, pequenos vertebrados, pequenos peixes e crustáceos.

Canto da saracura do mato:

Hábitos:

Esta ave é encontrada em matas e capoeiras alagadas, muitas vezes a beira de rios (mas nem sempre), as vezes ela sai da mata para se alimentar em áreas abertas próximas.

Fotos da saracura do mato:

saracura do mato - ninho
saracura do mato – ninho
saracura do mato - reproducao
saracura do mato – reproducao
saracura do mato
saracura do mato
saracura do mato
saracura do mato

Distribuição geográfica da saracura do mato:

A saracura do mato é encontrada no sudeste do Brasil e nas partes vizinhas do Paraguai e Argentina.

Esta é a espécie de saracura mais comum nas matas serranas do sudeste do Brasil, e a única em maiores altitudes.

Sou Graduado em ornitologia pela (UFRJ) Universidade Federal do Rio de Janeiro, sou um amante da vida natural, é focado em sempre levar boas informações aos leitores.