Aves

Andorinha dos Beirais: Características, Canto e Alimentação!

Andorinha dos Beirais: Características, Canto e Alimentação!

Andorinha dos Beirais suas Características, Canto e Alimentação. Além disso, de nome científico: Delichon urbicum, a Andorinha dos Beirais é uma pequena ave migratória pertencente à família das andorinhas (Hirundinidae), estival na Europa (exceto Islândia), norte de África e regiões temperadas da Ásia, e invernal na África subsariana e Ásia tropical. Existem duas subespécies geográficas de Andorinha dos Beirais aceites. Alimenta-se exclusivamente de insetos, que captura em pleno voo, pelo que migra para climas com abundância de insetos voadores.

Pode ser encontrada tanto em campo aberto como em zonas habitadas pelo homem. Constrói ninhos fechados em forma de taça com lama e palha sob os beirais dos edifícios ou locais semelhantes, normalmente em colônias. A sua proximidade ao homem é de forma geral tolerada devido aos seus hábitos insetívoros, conduzindo a diversas referências literárias e culturais.

Apesar de se encontrar em declínio na Europa, possui uma grande área de distribuição geográfica e uma grande população global, pelo que não se considera que se encontre globalmente ameaçada. Hoje no blog Passaro.org vamos detalhar tudo sobre o Andorinha dos Beirais, tais como Características, Canto e Alimentação.

Características da Andorinha dos Beirais:

A Andorinha dos Beirais mede de 12 a 13 cm de comprimento, uma envergadura de 26 a 29 cm e um peso médio de 18,3 g. A cabeça e a parte superior do corpo são preto azuladas, enquanto que a cauda curta bifurcada e a parte superior das asas são pretas, contrastando com o branco do uropígio e da parte inferior do corpo e das asas; as patas curtas têm cor rosa e estão cobertas com uma penugem branca.

Tem olhos castanhos, um bico pequeno, fino e preto, e uma cauda curta bifurcada, sem guias caudais. Não existem diferenças assinaláveis entre os dois sexos, mas os juvenis são pretos e algumas das suas tectrizes e rêmiges têm as pontas e a orla brancas.

Alimentação da Andorinha dos Beirais:

A Andorinha dos Beirais é uma ave insectívora, alimentando-se de insectos em pleno voo à semelhança de outras andorinhas e dos andorinhões, preferindo caçar nos campos abertos, ou sobre a água, inclusive quando as condições atmosféricas são fracas, também seguem animais de grande porte em busca de insectos expostos, como as moscas, minhocas, mas também para além desses insectos, alimentam-se de formigas voadoras, sendo estes uma grande fonte de alimento no inverno.

Habitat da Andorinha dos Beirais:

Os seus habitats preferidos da Andorinha dos Beirais são campos abertos com vegetação baixa, tais como prados, pastos e campos de cultivo, de preferência junto à água. No entanto, também pode ser encontrada em montanhas pelo menos até aos 2 200 m de altitude, e é muito mais urbana do que a andorinha-das-chaminés, nidificando mesmo no centro das cidades, desde que o ar seja suficientemente limpo.

Andorinha dos Beirais
Andorinha dos Beirais

Reprodução da Andorinha dos Beirais:

Durante a época da reprodução caçam a uma altura média de 21 metros, tipicamente a menos de 450 metros de distância do ninho, embora quando é inverno no local onde se encontra, caça em alturas superiores a 50 metros. As fêmeas fazem uma postura de 4 ou 5 ovos, que depois são incubados durante cerca de 23 dias.

Passado o tempo da incubação, nascem os jovens, cuja alimentação é feita por ambos os progenitores. Com a chegada do Outono, e quando a temperatura começa a baixar, as andorinhas juntam-se em grandes bandos e voam então para Sul, à procura de temperaturas mais altas no continente africano. Algumas voam da Europa Ocidental até à África do Sul para voltar na Primavera seguinte.

Predadores da Andorinha dos Beirais:

Apesar da Andorinha dos Beirais ser uma presa da Ógea (Falco subbuteo), a sua perícia de voo permite-lhe escapar à maioria dos predadores. O momento em que se encontra mais vulnerável é quando se encontra no solo, recolhendo lama para o ninho, pelo que essa tarefa se tornou numa atividade comunal, diminuindo assim a probabilidade das aves serem surpreendidas por um predador.

Canto da Andorinha dos Beirais:

Caso você queira fazer o download do canto da Andorinha dos Beirais, basta clicar AQUI. Espero que tenha gostado do canto!

Como Diferenciar a Fêmea do Macho:

Ambos os sexos possuem a cabeça e a parte superior do corpo preto azuladas, contrastando com o branco do uropígio e da parte inferior do corpo. Se pretende ler mais artigos parecido com esse, recomendamos que veja: Pelicano Australiano.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Alan Costa

Sou Graduado em ornitologia pela (UFRJ) Universidade Federal do Rio de Janeiro, sou um amante da vida natural, é focado em sempre levar boas informações aos leitores.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar