Pássaros Silvestres

Calopsita: Características, Canto, Criação e Reprodução

Calopsita: Características, Canto, Criação e Reprodução

Calopsita: Características, Canto, Criação e Reprodução da Calopsita. Além disso, A Calopsita é a principal ave doméstica e muito popular por serem extremamente dóceis, inteligentes e fáceis de cuidar. Sua origem é australiana, tendo sua primeira descrição científica registrada em 1792.

Mas foi em 1838 que John Gould, um ornitólogo inglês, viajou para a Austrália a fim de estudar a fauna da região. O estudioso, então, trouxe alguns exemplares de Calopsitas e foi a primeira vez que essas aves deixaram o solo australiano.

Calopsita Amarela
Calopsita Amarela

Em 1884 as Calopsitas já eram mundialmente conhecidas, mas foi em 1950 que elas se tornaram populares, já que foi nessa época que aconteceu a primeira mutação de cor da ave, dando origem à ave que conhecemos como Arlequim. A Calopsita (Nymphicus hollandicus) pertence à família Cacatuidae e é o único membro do gênero Nymphicus.

Características

As Calopsitas jovens são mais finas e magras do que os adultos e não possuem todas as penas da cabeça. As aves jovens atingem o tamanho de adulto com cerca de 9 meses, embora elas começam a fazer a muda com cerca de seis meses, continuando a trocar de penas todos os anos.

Quando adulta pesará de 80 até 110 gramas, e terá cerca de 30 centímetros do bico à ponta da cauda. O adulto geralmente tem penas e bico mais escuros. As Calopsitas machos geralmente têm as penas da cabeça mais brilhantes e amareladas, e manchas na bochecha, bem como cristas maiores. A maioria das Calopsitas vivem de 12 a 14 anos, embora possam chegar a viver de até 25 anos.

Canto da Calopsita

Criação

A criação pode ser feita em gaiolas individuais ou viveiros. Para controle genético, o melhor é individualizar. Em viveiros, pequenos ou grandes, devem-se colocar as aves já acasaladas. O ideal é por caixas ninho em número maior que o de casais, a fim de evitar brigas.

As gaiolas individuais devem medir de 50 a 60 cm de frente, 60 cm de profundidade e 70 cm de altura. Também pode-se colocar uma porta de entrada para comedouros e bebedouros, fixados na frente, pote de mistura mineral e orifício para entrada na caixa ninho, na frente e no alto.

A caixa ninho deve ter 30 cm de frente, 30 cm de profundidade e 35 cm de altura, com o diâmetro do orifício de entrada de 8 a 10 cm. No fundo deve haver um receptáculo para os ovos, coberto por uma leve camada de maravalha. Limpar a cada ninhada.

Os filhotes saem do ninho aos 30 dias e são desmamados pelos pais com 50 a 60 dias. Cada casal deve ter sua ficha de controle de criação e cada Calopsita o seu pedigree. Em média, considera-se um bom casal, aquele que produz de 10 a 15 filhotes por ano.

Calopsita Como Cuidar
Calopsita Como Cuidar

Alimentação

As Calopsitas vivem principalmente de sementes e rações específicas – que podem ser encontradas em pet shops ou lojas especializadas. As sementes não podem ser de apenas um tipo, geralmente são um mix de painço (em torno de 50%) e alpiste, aveia, arroz e girassol (que podem ser divididos nos outros 50%). Verduras, legumes e frutas podem complementar o cardápio.

Caso você deseje alimentar a ave com legumes ou folhas, é preciso ficar atento. Opções como almeirão, cenoura (ralada), rúcula, couve flor, jiló, couve e abobrinha devem ser dados crus, enquanto batata doce, milho verde e sementinhas de abóbora podem ser dados cozidos, sem nenhum tipo de tempero.

Frutas como mamão, maçã e melancia também são boas pedidas para as Calopsitas, assim como os ovos – desde que sejam sempre bem cozidos e amassados antes. Já os alimentos que não podem nem se quer serem considerados na alimentação das aves são: alface, alimentos fermentados (como bolos ou pães), agrião, leite e seus derivados.

Reprodução

A maior dificuldade para reproduzir a Calopsita consiste na formação dos casais. Não existem diferenças facilmente perceptíveis entre os machos e as fêmeas. Podemos afirmar que a forma mais segura para diferenciar as Calopsitas é através do exame de DNA.

Outro detalhe importante é que elas são aves monogâmicas, ou seja, quando formam o casal dificilmente irão trocar os pares. Geralmente só aceitam outra ave se o par morrer ou for separado, ficando bem longe um do outro. Eles não podem nem mesmo ouvir um ao outro, caso contrário será difícil fazer um novo casal.

Calopsita Preço
Calopsita Preço

Filhotes

Assim que as avezinhas empenam as asas e a cabeça, é hora de “criá-las no bico”, para torná-las mais dóceis. Separe as crias dos pais e dê às pequenas Calopsitas um mingau preparado com um pó comprado em lojas especializadas e misturado com água morna.

Por meio de uma seringa, injete essa papinha no bico das aves de três a quatro vezes ao dia, até que elas comecem a comer sementes, o que em geral acontece aos dois meses de idade. Uma mistura balanceada de sementes de girassol, sorgo, aveia e painço é a refeição diária das Calopsitas.

Por quanto Tempo Vive uma Calopsita?

A expectativa de vida de uma Calopsita que recebe os cuidados adequados e uma boa alimentação excede o que se espera de um cachorro ou de um gato. Elas vivem por volta de 15 anos e não é incomum que algumas cheguem aos 20 anos de idade.

Ao mesmo tempo que isso significa que você e sua Calopsita podem curtir longos anos juntos, também é importante considerar sua disponibilidade para se responsabilizar e cuidar de um animal de estimação por tanto tempo antes de, por impulso, levar um exemplar para sua casa.

Calopsita
Calopsita

Gaiola Para Calopsita

É de fato discutível se as aves devem ser mantidas em gaiolas, uma vez que estas criaturas foram feitas para voar. Apesar disso, a gaiola é a melhor forma de garantir a segurança da sua Calopsita.

Qual é o Tamanho Ideal de Gaiola para Calopsitas?

A resposta a essa pergunta é: quanto maior melhor! Contudo, ela deve ter no mínimo largura suficiente para a ave poder abrir e bater as asas sem danificá-las e altura suficiente para que, quando empoleirada, a cauda não toque no solo. Dê preferência a gaiolas com barras horizontais, porque permitem que as aves trepem e essa é uma das atividades favoritas delas!

Posição Ideal da Gaiola:

A localização ideal da gaiola depende da personalidade da Calopsita. A maioria das Calopsitas são bastante sociáveis e, por essa razão, zonas como a sala de estar são uma das melhores opções para maximizar a interação social dela com as pessoas que por ali passam.

Por outro lado, Calopsitas mais tímidas podem preferir zonas mais calmas da casa, como um quarto. É aconselhável que a posição da gaiola esteja ao nível do seu olhar, pois isso dará uma maior sensação de segurança para a Calopsita. Alguns etólogos afirmam que posições muito elevadas da gaiola podem promover a agressividade da ave, porque a ave se sente superior aos restantes membros da família.

Canto da Calopsita
Canto da Calopsita

Outros afirmam que aves mais inseguras podem viver num estado de intensa ansiedade se a gaiola estiver muito baixa. Para além disso, para promover uma maior sensação de segurança a gaiola deve estar encostada a uma parede.

Calopsita Pode Tomar Sol?

Pode e deve! A exposição à luz solar é fundamental para o bem-estar da sua Calopsita. É através do sol que a sua Calopsita vai produzir vitamina D (essencial no metabolismo do cálcio). É muito importante que a luz solar seja direta e não através de um vidro.

Se a gaiola não está perto de uma janela, pode colocar a gaiola na rua durante algumas horas (final do dia ou início da manhã para o calor não ser exagerado). Lembre que a Calopsita tem de ter sempre uma sombra onde se possa refugiar!

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Alan Costa

Sou Graduado em ornitologia pela (UFRJ) Universidade Federal do Rio de Janeiro, sou um amante da vida natural, é focado em sempre levar boas informações aos leitores.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar