ArarasPássaros Silvestres

Ararajuba: Características, Reprodução, Alimentação e Canto

Ararajuba: Características, Reprodução, Alimentação e Canto!

Ararajuba e suas Características, Reprodução, Alimentação e Canto que você talvez desconheça. Além disso, a Ararajuba tem o nome científico de Guaruba guarouba. Estamos falando de uma ave que pertence a família Psittacidae e em inglês é popular por Golden Parakeet. Também possui outros nomes tais como guarajuba e tanajuba. O valor de uma Ararajuba legalizada pode girar em torno de R$4000,00.

Esta espécie é dócil, sociável, “conversadora” e afetuosa. Se a ave foi criada em sua residência, ela irá dormir e se alimentar tranquilamente. Vale lembrar que a ave ainda poderá ser criada com outras espécies de psitacídeos.

A expectativa de vida da Ararajuba quando bem acolhida pode chegar de 20 a 30 anos. Hoje no blog Passaro.org vamos detalha tudo sobre o Ararajuba, tais como Características, Reprodução, Alimentação e Canto!

Ararajuba
Ararajuba

Distribuição da Ararajuba:

Presente exclusivamente no Brasil, principalmente nos estados do Amazonas, Maranhão, Rondônia e Mato Grosso, a ave também pode ser encontrada nas terras baixas da calha do rio Amazonas e na borda do Planalto Central.

Características Físicas da Ararajuba:

A Ararajuba é uma espécie que tem 34 centímetros de comprimento. Suas penas são predominantemente na cor amarelo vivo com as asas verdes brilhosas. Possui um grande bico cinza, anéis rosa claro em torno dos olhos, íris marrom e pernas rosa. As fêmeas e os machos possuem aparência por fora idêntica. Já os filhos possuem a plumagem predominantemente verde, os contornos dos olhos são cinza-claro e as pernas de cor castanhas.

Alimentação da Ararajuba:

A alimentação da ave é muito diversificada e inclui frutos oleosos, sementes de mamona, castanha de caju, mangas, murici, anani, jabuticaba, mamão, flores, açaí, celulose, milho, néctar, broto, coquinhos e cascas.

Reprodução da Ararajuba:

O composto de reprodução da Ararajuba é muito próximo de ser único entre os Psitacídeos. O casal recebe auxilio do seu bando composto por até 40 aves, que irão proteger os filhotes e até mesmo cria-los. Este comportamento é menos normal quando se reproduzem em cativeiro já que em muitos casos os pais deixam seu filhotes após três semanas.

A ave começa a iniciar a fertilidade aos três anos de idade. Estamos falando de um passáro que sempre fica com o seu companheiro, mesmo vivendo em grupos. A temporada de reprodução se inicia em novembro e vai até o mês de fevereiro. A abertura entre os casais gira em torno do penteamento mútuo da plumagem.

Os ninhos da ave são produzidos em árvores altas com uma cavidade que pode chegar a 2 m de fundura e várias entradas. Os pais guardam de maneira agressiva o seu ninho, principalmente por conta das investidas feitas por macacos, tucanos, serpentes e iraras.

A incubação dos filhos será revesada entre a fêmea e o macho. A duração da incubação pode ser de até 30 dias. Como o ninho é coletivo, a postura e o nascimento se da de forma assíncrona. O casal inicia a alimentação aos filhotes por volta de 6 horas da manhã, e esse processo acontecerá em torno de 8 vezes ao longo do dia.

Ao chegar com o alimento os adultos iniciam a vocalização e esse comportamento alerta os filhotes. Os filhotes de Ararajuba se aproximam da entrada e também passam a vocalizar. Nos primeiros anos de maturidade sexual as aves podem botar de 6 a 8 ovos inférteis.

Canto da Ararajuba:

Se você deseja baixar o canto da ararajuba, basta clicar com o botão direito do mouse em cima do nome do ‘canto’, depois clique em “Salvar Link Como…” e escolha o local onde o áudio ficará salvo. Você ainda pode escuta-lo aqui, para isto basta clicar no botão play abaixo.

Espaço para Criação da Ararajuba:

A Ararajuba precisa de viveiro bem espaçoso, de preferência com poleiros e plantas para que possam voar e se movimentar sem nenhuma restrição.

Ameaça de Extinção da Ararajuba:

Por conta da atratividade de sua plumagem, a espécie está sendo perseguida ilegalmente para suprir o mercado de animais de estimação. A exploração do habitat da ave com o grande desmatamento por madeireiras e as frequentes inundações tem prejudicado e muito o desenvolvimento da espécie.

Vale lembrar que em alguns lugares a Ararajuba é tida como uma praga, por conta da sua alimentação ter como base o milho cultivado. A quantidade de Ararajuba na natureza está estimada em apenas 1000 a 3000 aves e está em declínio.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Alan Costa

Sou Graduado em ornitologia pela (UFRJ) Universidade Federal do Rio de Janeiro, sou um amante da vida natural, é focado em sempre levar boas informações aos leitores.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar