Aves

Jacurutu: Características, Reprodução, Alimentação e Canto

Jacurutu: Características, Reprodução, Alimentação e Canto!

Jacurutu: Características, Reprodução, Alimentação e Canto
Gostou do post? Avalie!

Jacurutu: Características, Alimentação e Reprodução alguns dos tópicos que vamos ver sobre o Jacurutu. Além disso, o Jacurutu, também conhecido como corujão-orelhudo, inhacurutu, mocho-orelhudo, coruja-orelhuda, corujão, jucurutu e joão-curutu, é uma espécie de ave estrigiforme pertencente à família Estrigida. É uma das subespécies do grande corujão-da-virgínia (Bubo virginianos).

O Jacurutu vive em matas tropicais da América do Sul. Geralmente, ocorre em áreas mais abertas do que as áreas habitadas pelos corujões norte-americanos, e evita floresta úmida densa como, por exemplo, a Floresta Amazônica. Ao contrário de outras subespécies de corujão-da-virgínia, os olhos do jacurutu são âmbar, em vez de amarelos.

Jacurutu Reprodução
Jacurutu

Embora o Jacurutu seja a maior na sua gama, tem um menor porte se comparada às espécies norte-americanas. Hoje no blog Passaro.org vamos detalha tudo sobre o Jacurutu, tais como as Características, Alimentação, Ciclo de Vida e Habitat!

Características do Jacurutu:

Possui de 45-60 cm de comprimento, peso de 985-1.585 g (macho) e 1.417-2.503 (fêmea), o Jacurutu é o maior e mais pesada coruja do Brasil. Adulto possui plumagem geral que varia do marrom ao cinza-escuro, com barramento claro no ventre; garganta branca bastante proeminente quando inflada (quando a ave vocaliza).

O Jacurutu destaca-se as “orelhas”, que são tufos de penas localizados no alto da cabeça, servindo apenas como adorno e sinalizador social para outros membros da espécie. Os tarsos são poderosos e totalmente emplumados, bico cinza escuro e íris amarelo-brilhante. Jacurutu ainda jovem sai do ninho coberto por uma penugem marrom-claro por todo o corpo, não possui os tufos de penas, possuindo a íris amarelo-brilhante e bico cinza-escuro.

Alimentação do Jacurutu:

Predadora generalista e oportunista, o Jacurutu captura a presa mais fácil e abundante. Na Guiana Francesa, preda tartaruguinhas recém-eclodidas. Se alimenta de mamíferos menores até o tamanho de lebres, ratões e gambás (suas presas mais comuns). Captura morcegos em pleno voo.

Também aves do porte de patos, gansos, garças e aves de rapina de médio porte (incluindo outras espécies de coruja), répteis, sapos, aranhas e grandes insetos. Caça geralmente em áreas abertas ou semi-abertas, bordas de matas ou clareiras, partindo geralmente de um poleiro, de onde mergulha para capturar as presas.

Hábitos do Jacurutu:

Jacurutu gosta de áreas semi-abertas com árvores, ravinas, cerrado. Áreas com escarpas rochosas com árvores e arbustos, mesmo em áreas antrópicas ou grandes parques.Torna-se ativa após o crepúsculo, mas em algumas regiões a coruja está alerta já no final da tarde ou início da manhã. Descansa no seu esconderijo durante o dia entre densa folhagem de árvores ou arbustos, em reentrâncias de penhascos, entre rochas ou em rachaduras de grandes troncos.

Hábitos do Jacurutu
Jacurutu

Permanece com as “orelhas” eretas e olhos semi-fechados. No crepúsculo, frequentemente vocaliza alguns chamados de seu poleiro antes de voar para um poleiro em áreas mais abertas, frequentemente uma rocha ou um galho exposto, de onde vocaliza. Mesmo durante o dia ao pressentir a presença de algum intruso emite uma vocalização de alerta, mais curta e mais baixa que a normal (observação pessoal, João de Almeida Prado).

Distribuição do Jacurutu:

Vive em matas tropicais da América do Sul como na Amazônia, Norte, Centro, Sudeste do Brasil. Está presente também na Terra do Fogo até a América do Norte. Seu habitat é em áreas mais abertas, beira da mata, capões, campos e ambientes próximo da água.

Reprodução do Jacurutu:

O período reprodutivo é no inverno. Elas utilizam ninhos abandonados,que foram feitos por outras aves. Conseguem nidificar em penhascos, cavernas, fendas naturais de árvores e raramente no solo. O casal normalmente utiliza o mesmo ninho durante várias estações de reprodução.

A postura varia de 1 a 7 ovos de coloração branca, e somente a fêmea de Jacurutu realiza a incubação. O período de incubação varia entre 26 a 35 dias. Com 7 semanas de vida o filhote de Jacurutu se torna independente e começam a viver a sua vida por conta própria. Se pretende ler mais artigos parecido com esse, recomendamos que veja: Coró Coró.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Alan Costa

Sou Graduado em ornitologia pela (UFRJ) Universidade Federal do Rio de Janeiro, sou um amante da vida natural, é focado em sempre levar boas informações aos leitores.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar