Aves

Andorinha das Chaminés: Características, Canto e Alimentação!

Andorinha das Chaminés: Características, Canto e Alimentação!

Andorinha das Chaminés: Características, Canto e Alimentação!
Gostou do post? Avalie!

Andorinha das Chaminés suas Características, Alimentação e Reprodução. Além disso, de nome científico: Hirundo rustica, a Andorinha das Chaminés, é uma pequena ave migratória pertencente à família das andorinhas (Hirundinidae). Alimenta-se exclusivamente de insetos, que captura em pleno voo, pelo que migra para climas com abundância de insetos voadores. Ambos os sexos possuem a parte superior da cabeça e do corpo azuladas, uma cauda comprida profundamente bifurcada e asas curvadas e pontiagudas. Pode ser encontrada tanto em campo aberto como em aldeias e vilas.

Constrói ninhos fechados em forma de taça com lama e palha em celeiros, estábulos ou outros locais semelhantes, por vezes em colônias. Existem seis subespécies de Andorinha das Chaminés geralmente aceites. Hoje no blog Passaro.org vamos detalhar tudo sobre o Andorinha das Chaminés, tais como Características, Alimentação e Reprodução!

Características da Andorinha das Chaminés:

A Andorinha das Chaminés possui a cauda nitidamente bifurcada com longas penas caudais (2-7 cm), que a tornam facilmente identificável, apenas confundível com a Andorinha-dáurica (Hirundo daurica). No entanto, distingue-se desta pelo facto de não apresentar as penas do uropígio de cor branca e ferrugem, ter a nuca da mesma cor que o dorso e ter pequenas manchas brancas quase na extremidade das penas da cauda. A Andorinha das Chaminés tem entre 17 e 19 cm de comprimento e 32 a 34,5 cm de envergadura.

À semelhança das outras aves desta família, possui bico curto e escuro, corpo esbelto e asas compridas. A cabeça, dorso, cauda e asas (com excepção das penas de voo que são pretas) são azuladas; as faces e garganta são avermelhadas e o peito e a barriga são brancos. Tem um voo leve e hábil, tipicamente com rápidas mudanças de direção, seguindo os movimentos dos insectos que persegue.

Reprodução da Andorinha das Chaminés:

De um modo geral, e ao contrário de algumas outras espécies de andorinhas, a Andorinha das Chaminés nidifica solitariamente, podendo, em determinadas ocasiões, ser colonial. Neste último caso as colônias tendem a ser de reduzidas dimensões (menos de 5 casais) podendo, no entanto, ser muito maiores. Os ninhos são construídos principalmente em construções humanas, usando lama misturada com algum material vegetal.

A época de postura ocorre entre Março e Maio, sendo mais precoce no Sul da Europa e no Norte de África, e engloba geralmente duas posturas com 4 a 5 ovos. A incubação prolonga-se por 11 a 19 dias e os filhotes atingem a idade de emancipação cerca de 20 dias depois de nascerem.

Alimentação da Andorinha das Chaminés:

A Andorinha das Chaminés é uma ave insetívora e captura os insetos de que se alimenta em pleno voo, à semelhança de outras andorinhas e dos andorinhões. Embora não seja particularmente rápida em voo, com uma velocidade média estimada de 11-14,5 m/s e uma velocidade média de batimento das asas de 5,3–6 batimentos por segundo, possui a manobrabilidade necessária para se alimentar em voo.

Tipicamente, alimenta-se a uma altura média de 7–8 m em campo aberto ou sobre corpos de água doce, mas também segue arados ou animais de grande dimensão em busca de insetos postos a descoberto e ocasionalmente apanha insetos da superfície da água, paredes ou plantas. A Andorinha das Chaminés também bebe água em voo, voando junto à superfície da água de lagos ou rios e recolhendo água com o bico aberto. Esta espécie banha-se de forma similar, mergulhando na água por um instante em pleno voo.

Canto da Andorinha das Chaminés:

Caso você queira fazer o download do canto, basta clicar AQUI. Espero que tenha gostado do canto!

Andorinha das Chaminés
Andorinha das Chaminés

Habitat da Andorinha das Chaminés:

Os seus habitats preferidos são campos abertos com vegetação baixa, tais como prados, pastos e campos de cultivo, de preferência junto à água. Esta espécie evita áreas escarpadas, demasiado arborizadas ou densamente urbanizadas. No inverno, a Andorinha das Chaminés é cosmopolita na sua escolha de habitat, evitando apenas florestas densas e desertos.

É mais comum em campos abertos com vegetação baixa, tais como savanas e pastos, e na Venezuela, África do Sul e Trinidad e Tobago é descrita como sendo particularmente atraída por campos de cana-de-açúcar cortados ou queimados e pelo desperdício da cana.

Predadores da Andorinha das Chaminés:

Andorinha das Chaminés adulta têm poucos predadores, mas algumas são caçadas por morcegos predadores como o Megaderma lyra, e por aves de rapina, como gaviões, falcões e corujas, em especial o falcão-peregrino (Falco peregrinus) e a ógea-africana (Falco cuvierii). Se pretende ler mais artigos parecido com esse, recomendamos que veja: Sai Andorinha.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Alan Costa

Sou Graduado em ornitologia pela (UFRJ) Universidade Federal do Rio de Janeiro, sou um amante da vida natural, é focado em sempre levar boas informações aos leitores.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar