Aves

Cegonha Marabu: Características, Reprodução, Alimentação e Canto!

Cegonha Marabu: Características, Reprodução, Alimentação e Canto!

Cegonha Marabu: Características, Alimentação e Reprodução alguns dos tópicos que vamos ver sobre o Cegonha Marabu. Além disso, a Cegonha Marabu é o nome comum dado às aves ciconiiformes pertencentes a família Conicidade e ao gênero Cicônia. A família é composta por 19 espécies de aves de médio a grande porte, com pernas, pescoço e bicos compridos. São aves sociáveis, com membrana interdigital presente e coloração das penas predominantemente branca e preta.

Como a grande maioria das aves aquáticas, possuem glândula uropigial, que é responsável por produzir o muco que o animal espalha pelas penas para impermeabiliza-las. A musculatura peitoral é forte, possibilitando o voo em altas altitudes. A Cegonha Marabu se alimentam principalmente de insetos, peixes e outros vertebrados aquáticos.

Cegonha Marabu Características
Cegonha Marabu

A espécie mais representativa do grupo é a Cegonha-branca (Cicônia cicônia). Sua plumagem é branca com partes pretas nas asas. Seu bico e pernas são longos e vermelhos. É uma ave migratória que habita a Europa (norte até a Finlândia), partes da África e sudoeste da Ásia. Hoje no blog Passaro.org vamos detalha tudo sobre o Cegonha Marabu, tais como as Características, Alimentação, Ciclo de Vida e Habitat!

Descrição da Cegonha Marabu:

É uma ave muito grande. Chega a atingir uma altura de 110 cm, um peso superior a 9 kg e uma envergadura de asas de 3,5 m. Partilha com o condor-dos-andes e o albatroz-errante a distinção de possuir a maior envergadura de asas das aves terrestres. Ao contrário dos restantes gêneros da família, voa com o pescoço retraído, tal como uma garça. Este voo é característico do gênero Leptóptilos.

O Cegonha Marabu  é inconfundível devido ao seu tamanho, cabeça e pescoço pelados, dorso negro e parte inferior branca. Tem um bico enorme, um saco gular rosado, uma gola de penas, e as pernas e asas negras ou cinza escuras. Não existe grande dimorfismo sexual, mas os jovens são mais acastanhados e possuem um bico menor. A maioridade é atingida aos quatro anos.

Alimentação da Cegonha Marabu:

nutrem-Se, sobretudo, de insetos e pequenos animais, que vivem em pântanos, lagos, lagoas ou estanques: peixes, rãs, lagartos, insetos, crustáceos, moluscos, vermes, enguias, cobras. Também se alimentam de outros animais pequenos como ratos, toupeiras, pequenos pássaros, coelhos e lebres.

Em caso de escassez de alimento ou de necessidade se viram Cegonha Marabu, alimentando-se de lixo, restos de comida humana e até carniça (pequenos animais mortos) Outra característica comum às largas é o pico forte, longo e agudo. Lhes serve de arma de arpão para enfiar suas presas e cavar na lama e como pinça para pegar o alimento.

Reprodução da Cegonha Marabu:

A Cegonha Marabu é uma espécie monogâmica, que pode nidificar isoladamente ou em pequenas colônias, quer monoespecíficas, quer partilhadas com garças e colhereiros. Os ninhos podem ser usados durante anos sucessivos e são normalmente construídos em locais altos, como chaminés, edifícios, árvores, postes de eletricidade de alta tensão, falésias costeiras, etc.

A ocupação dos primeiros ninhos acontece em janeiro, acentuando-se este fenômeno durante os primeiros dias de fevereiro. As posturas são efetuadas durante o mês de março e são constituídas por 2 a 5 ovos. Os juvenis começam a voar por volta dos 60 – 70 dias de idade e cerca de um mês após o primeiro voo, a maioria torna-se independente e deixa o ninho.

Cegonha Marabu Alimentação
Cegonha Marabu

Comportamento da Cegonha Marabu:

Desloca-se principalmente caminhando. É gregário e procria em colônias. Na estação seca, quando lhe é mais fácil encontrar alimento, dado que as massas de água diminuem, constrói um ninho numa árvore onde põe dois ou três ovos. Tal como as outras Cegonha Marabu, é muito ruidoso vocalmente e batendo o bico, especialmente durante a corte. Nessa ocasião produz também diversos ruídos com o saco do pescoço.

Para descansar senta-se frequentemente sobre os tarsos, assumindo uma postura bizarra. Assume frequentemente um comportamento saprófago, para o qual se prestam as adaptações da cabeça nua e do bico, tal como os abutres em companhia dos quais o Cegonha Marabu frequentemente come. A cabeça sem penas é muito mais fácil de manter limpa. Se pretende ler mais artigos parecido com esse, recomendamos que veja: Andorinha dos beirais.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Alan Costa

Sou Graduado em ornitologia pela (UFRJ) Universidade Federal do Rio de Janeiro, sou um amante da vida natural, é focado em sempre levar boas informações aos leitores.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar