Aves

Condor dos Andes: Características, Reprodução, Alimentação e Canto

Condor dos Andes: Características, Reprodução, Alimentação e Canto!

Condor dos Andes: Características, Reprodução, Alimentação e Canto
Gostou do post? Avalie!

Condor dos Andes: Características, Alimentação e Reprodução alguns dos tópicos que vamos ver sobre o Condor dos Andes. Além disso, o Condor dos Andes, (Vultur gyphus), é uma ave da família dos catartídeos, é o parente andino do urubu. É encontrado normalmente em altitudes acima de 3000 m, mas também frequenta as terras baixas do litoral. Formam bandos de até vinte indivíduos, exceto na época do acasalamento, quando vive aos pares.

Possui excelente visão, possuindo a capacidade de localizar a presa a quilômetros de distância. Alimenta-se de carniça e ataca qualquer animal fraco ou doente. No litoral, come cadáveres de grandes mamíferos marinhos lançados à praia pelas ondas. É comum brigarem entre si, a fim de decidir quem primeiro deve fazer sua “refeição”.

Condor dos Andes Características
Condor dos Andes

A fêmea do Condor dos Andes procura fazer seu ninho no local mais alto das montanhas. Neste local ela põe um ovo por ano, dificilmente dois, que é incubado por 58 dias. O filhote nasce com penugem branca. Caso haja dois filhotes, estes lutaram até que um caia do ninho; a mãe não interfere nessa luta. Hoje no blog Passaro.org vamos detalha tudo sobre o Condor dos Andes, tais como as Características, Alimentação, Ciclo de Vida e Habitat!

Características do Condor dos Andes:

É a maior ave voadora do planeta – apenas superada pelos albatrozes real e viajante em termos de envergadura: pode atingir 1,42 metro de altura e os machos pesam 15 quilos. Quando desdobra suas asas, atinge 3,30 metros. É por isso que é tão impressionante vê-lo voar!

A cabeça do Condor dos Andes não tem penas, mas nos machos cresce uma crista ou protuberância semelhante à dos galos. Uma das peculiaridades desse pássaro é que ele muda de tom de acordo com o humor: ele pode passar de mais para menos avermelhado.

Hábitos Alimentares:

Condor dos Andes se alimentam de mamíferos mortos de qualquer tamanho que encontrarem. Por exemplo, os condores-californianos se alimentam de mamíferos de porte pequeno como ratos-canguru, esquilos e coelhos, médio como coiotes (Canis latrans), lobos, pumas ou suçuaranas (Puma concolor) e grande como veados, ursos e baleias (Koford, 1953; Collins et al., 2000).

A carniça de gado doméstico também serve de alimento extensivamente para os condores, uma vez que é tão abundante hoje em dia. Em uma caverna no Grand Canyon utilizada pelos Condor dos Andes para nidificação de 9.000 a 13.000 anos atrás, foram encontrados ossos das seguintes espécies de presas, cujos restos devem ter servido como alimento para os filhotes de Condor dos Andes na época.

Habitat e Localização:

Ele é encontrado principalmente nos Andes. Ao norte, na Venezuela e Colômbia – onde é muito raro – descendo pelo Equador, Peru e Chile, através da Bolívia e pela parte oeste da Argentina, até a Terra do Fogo. Seu habitat natural é na maior parte composto de campos verdes abertos ou área alpinas com elevação de até 5 mil metros.

Ele prefere áreas abertas, que o permita espreitar a caça do ar, como rochas em geral. Ocasionalmente, ele pode ser encontrado no sudeste da Bolívia e no sudoeste do Brasil, descendo para áreas desérticas e baixas do Chile e do Peru, sendo ainda avistado em algumas florestas da Patagônia.

Reprodução do Condor dos Andes:

O Condor dos Andes fêmea procura fazer os ninhos no ponto mais alto das montanhas. Lá ela põe um ovo por ano, raramente dois, que é incubado por 58 dias. Ele gera um filhote branco parecendo um rolo de algodão. Caso nasçam dois filhotes, ambos lutarão até um derrubar o outro do ninho. A mãe observa a luta sem qualquer movimento para intervir.

Comportamento do Condor dos Andes:

Quanto a sua alimentação, é uma ave de carniceira com todas as letras: uma vez que detecta um animal morto, sobrevoa o cadáver por cerca de dois dias. Primeiro come as partes moles, depois usa seu bico forte e rasga o corpo. O Condor dos Andes pode comer até cinco quilos de carne em um único dia e depois passar cinco semanas sem comer.

Condor dos Andes Alimentação
Condor dos Andes

Vive em grupos que estão localizados nas partes mais altas das montanhas e penhascos, protegidos do vento, chuva e predadores. Nestes abrigos, muito difíceis de serem encontrados, jovens e adultos de ambos os sexos dormem juntos. No que diz respeito à reprodução, é uma espécie monogâmica – como a maioria das aves de rapina – que, quando encontra um parceiro, aos três anos de idade, o mantém por toda a vida.

Risco de Extinção do Condor dos Andes:

O Condor dos Andes está sob risco de extinção por entre outros fatores ter sido bastante reduzido no século XIX. As razões para essa redução estão na caça desenfreada dos indivíduos da espécie bem como a destruição do seu habitat. A ave está na lista vermelha da IUCN (União Internacional para Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais) o que significa que está em grande perigo de extinção.

Condor dos Andes é uma ave da família do urubu, sendo que é a segunda maior ave entre todas as voadoras. Elas vivem em regiões de montanhas localizadas ao oeste da América do Sul e vivem por aproximadamente 40 anos, sempre em altas altitudes. Macho e fêmea são diferenciados pela crista que o macho apresenta. Essas aves eram consideradas sagradas pelos Incas na antiguidade e atualmente encontram-se diversas representações dessa ave em Machi-Pichu, onde é chamado de “A alma dos Andes”. Se pretende ler mais artigos parecido com esse, recomendamos que veja: Tordo Comum.

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Alan Costa

Sou Graduado em ornitologia pela (UFRJ) Universidade Federal do Rio de Janeiro, sou um amante da vida natural, é focado em sempre levar boas informações aos leitores.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar